Muito Prazer

Investigação Apreciativa

A Investigação Apreciativa (IA), denominada na sua origem de Appreciative Inquiry, surgiu das pesquisas e trabalhos de David Cooperrider, Suresh Srivastva e seus colaboradores, no Departamento de Comportamento organizacional da Case Western Reserve University (CWRU), localizada em Cleveland - Estados Unidos.

Visa o Desenvolvimento Organizacional, e vem sendo aplicada em organizações de todo o mundo, constituindo uma abordagem que desafia o modelo

tradicional de resolução de problemas para a gestão de mudanças.

É inovadora, pois utiliza a contribuição, que todos têm a dar para organização, usa o positivismo para colocar em prática o potencial das pessoas. Constitui uma metodologia que foca os pontos fortes, ao invés de ter como foco a detecção dos pontos fracos, seja da empresa, equipe ou profissional.

O método promove uma reflexão sobre fatores indutores de sucesso da empresa, utilizando-se do diálogo, para engajar os colaboradores, usando seu potencial para ampliar sua eficiência.

A investigação apreciativa é adaptada aos valores, crenças e desafios da empresa e busca alcançar a inspiração da força de trabalho, envolvendo todos no futuro dos negócios, através da descoberta e potencialização dos pontos fortes, das vantagens e estratégias já bem sucedidas, a idéia, portanto é: o respeito e a valorização das histórias bem sucedidas para tê-las como propulsora de novos sucessos.